21 de maio de 2019

Editais: Uma oportunidade para as Startups

startup-editais-oportunidade

O início do ano de 2019 vem sendo promissor para o ecossistema alagoano de startups. Editais de apoio da FAPEAL e do IFAL movimentaram os empreendedores locais em busca de financiamento, orientação técnica e mentorias para o desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Case do Sururu Valley

A Startup Alagoana I9Colab foi uma das contempladas do programa PPG-Empresa da FAPEAL. Medson Maia, consultor da startup conta que foi aprovada uma proposta com duas linhas de pesquisa para que discentes de cursos de pós graduação recebam bolsas de pesquisa para desenvolverem projetos de inovação tecnológica em parceria com a empresa, atendendo a objetivos de inovação tecnológica existentes do mercado alagoano.

IoT aplicada à Segurança Pública

Os projetos têm foco em desenvolvimento e inovação, com o objetivo de colocar novos produtos e serviços no mercado. A primeira linha tem solução focada no mercado B2G (business to government) voltada para a aplicação da IoT (internet das coisas) na Segurança Pública, através do uso de reconhecimento facial no sistema penitenciário e para atividades da Polícia Judiciária.

Medson, que também é delegado da Polícia Civil de Alagoas, conta que o reconhecimento facial pode ajudar muito na gestão dos reeducandos. Atualmente, a contagem desse grupo de pessoas é geralmente feita através de uma chamada oral em lista: “o Agente chama o nome do reeducando que apenas acena com a mão. Como o preso não mantém consigo documentos, somente o uso de tecnologia daria maior segurança ao processo sem aumentar o tempo necessário”.

O projeto visa o uso de tecnologia para resolver esse problema na gestão. Além da otimização da gestão do sistema penitenciário, a partir do cruzamento de dados, a tecnologia por reconhecimento facial também poderá ser usada para apoio na elucidação de crimes como homicídios, roubos e furtos.

Equipamentos inteligentes

Outra linha de desenvolvimento também apoiada pela FAPEAL propõe o gerenciamento de equipamentos de forma remota, a qual pode ser também direcionada para a segurança pública, na área de controle patrimonial, ou mesmo para o fornecimento de informações sobre o status de abertura e fechamento de celas e acesso as salas. As pesquisas desenvolvidas nessa linha também tem potencial de aplicação no mercado B2B (business to business), a partir da oferta de tecnologias IoT aplicáveis ao controle dos mais diversos objetos para fabricantes de equipamentos.

Como se informar sobre editais: a importância do ecossistema

O consultor da startup, que também é aluno do Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação – PROFNIT na UFAL, ressalta ainda a importância da relação da empresa com a Universidade e com o grupo de startups do SEBRAE. O relacionamento com outros membros de startups é fundamental para compartilhar informações sobre editais de apoio, mentoria e etc., por outro lado, a vivência acadêmica aproxima a startup das atividades de pesquisa e prepara a equipe para escrever projeto.